Feira de imigrantes: uma aprendizagem significativa

Compartilhe

Os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental desenvolveram um trabalho que trouxe aprendizagem significativa. Conforme a aluna Marina Simões Andrade “Estudamos sobre as etnias do Brasil e aprendemos sobre o modo de vida desses grupos. Foi assim que a cultura do país foi formada. ” Os alunos pesquisaram e concluíram que europeus e orientais chegaram ao Brasil em busca de oportunidades e se fixaram no território com os mais variados ramos de negócio: atividades com café, artesanais, policultura, madeireira, produção de borracha, vinicultura, alimentação. Na turma do 5ºB, vários estudantes possuem antepassados italianos, espanhóis, alemães, árabes, ingleses e portugueses. Silvia, aluna proveniente da cidade da África do Sul, relatou que está bem adaptada e domina a língua portuguesa. Ela levou para a feira de imigrantes a “samuça”, alimento típico africano, feito com carne, maionese e pedaços de cenoura e pode ser comido a qualquer hora do dia. Foi uma tarde de muitos conhecimentos!